CTC - Cia de Transportes Coletivos

Ônibus Urbanos

 

 

 

Estes veículos foram fabricados na Itália pelo consórcio Fiat (carroceria)/Alfa Romeo (chassis)/General Electric di Milano (parte elétrica e tração). Segundo o livro "História do Transporte Urbano no Brasil", do Prof. Waldemar Corrêa Stiel (1984), para o Rio de Janeiro foram 200 trólebus, que chegaram à Cidade Maravilhosa em dezembro de 1958. Um deles, por falha na amarração de um navio, caiu no mar e a CTC jamais conseguiu recuperá-lo, apesar das inúmeras tentativas feitas. Com isso, a frota de trólebus do Rio de Janeiro jamais passou dos 199 carros, tendo sido a maior frota de trólebus do Brasil entre a inauguração do sistema, em 1962, até o ano de 1969, quando São Paulo ultrapassou a marca dos 200 trólebus em sua frota (esta última informação é de Jorge Françozo de Moraes). E ainda em depoimento, o Prof. Waldemar cita: "Com muito custo é terminada a instalação da rede aérea e, após os novos veículos serem obrigados a passar por uma reforma em vista do tempo em que ficaram no cais, no dia 31 de agosto de 1962 o governador do então Estado da Guanabara, Carlos Lacerda, em companhia de Juracy Magalhães, inaugura a primeira linha de ônibus elétricos do Rio de Janeiro. O primeiro veículo foi da Esplanada do Castelo ao Morro da Viúva".

Colaboração: Rafael Asquini

   

  

 

    

 

 

  

 

 

 

Integração Metrô - Botafogo

Jardineira

 

Veículos de Teste

   

Micros

 

 

 

Curiosidades

Veículo utilizado para transportes de funcionários no Município de Miguel Pereira.

Garagem

 

...

"Clique Aqui Para Voltar a Página Empresas da Cidade do Rio de Janeiro"

.Contador de acessos..